> CASAPONTOCOME: Fevereiro 2012

terça-feira, 28 de fevereiro de 2012

Receita de Tiramisú


Ora já andamos fartinhos de andar “fora de casa”, nos últimos tempos… Deve ser deste Inverno incrível com dias liiiindos de sol (que me perdoem as plantas, mas eu sou de outro reino!).
Hoje é então dia de ficar na cozinha!  Há muito tempo que andava para fazer esta sobremesa e… HOJE É O DIA!
Claro que há várias receitas, mas a da foto foi esta:


Ingredientes


200 ml de natas
200 g de queijo mascarpone
400 ml de café forte
rum qb
200 g de palitos de champanhe
3 ovos
100 g de açúcar
cacau para polvilhar

Preparação-estilo-telegrama

{ Fazer o café e juntar o rum, para aromatizar.
{ Bater gemas e açúcar até obter uma espuma esbranquiçada.
{ Bater as natas e envolver-lhes o queijo.
{ Bater as claras em castelo.
{ Envolver cuidadosamente: as claras em castelo, o preparado do queijo e o preparado das gemas.
{ Dispor os palitos a forrar o fundo de uma taça ou tabuleiro de servir.
{ Regar com metade do café.
{ Cobrir com parte do creme.
{ Dispor por cima nova camada de palitos.
{ Regá-los com o resto do café.
{ Cobrir tudo com o restante creme.
{ Polvilhar com cacau em pó.
{ Frigorífico.


Deve ser feito de véspera para ficar mais saboroso. O que mais me surpreendeu foi a textura do creme e o quanto que se torna pouco doce, talvez por levar tanto café.
Quem provou, adorou!

sábado, 25 de fevereiro de 2012

Fugir à rotina



E como ontem a tarde e a noite foram per-fei-tas, atrevo-me a partilhar convosco em jeito de desafio, porque vale a pena!

Então é assim, preparem uma tarde-noite de comemoração, mas de preferência sem haver motivo nenhum especial para comemorar! Levem a cara-metade ou um grupo de amigos e vamos celebrar! O quê? A VIDA! Hoje acordei. PONTO. É mais do que suficiente para festejar e sorrir e gargalhar na cara da crise.

Faça uma pesquisa de concertos ou peças de teatro ou outros eventos nas redondezas. “Ai é caro…” Não é! Ontem vimos duas bandas portuguesas em concerto, no auditório da Casa das Artes de Arcos de Valdevez por 6€. Já fui várias vezes a cafés-concerto noutros locais por 2 ou 3 € e vale a pena.

Reserve os bilhetes ou compre online e pronto! O resto acaba por se desenrolar à volta desse compromisso. Um fim de tarde a explorar a cidade onde se vai ver o concerto, a escolha de um sítio agradável para jantar, um cafézinho e dois ou três dedos de conversa a fazer tempo para começar o espectáculo… E depois volta-se para casa de alma nova, a pensar que a vida é para viver sempre. Mesmo quando chove, mesmo quando já não se tem idade, mesmo quando está frio, mesmo quando parece que não há nada para ser celebrado… mas há! Sempre!

quarta-feira, 22 de fevereiro de 2012

Carnaval


Nesta altura do ano é que eu me sinto em casa! É como se a população adulta em geral pusesse cá para fora todas as tensões, preocupações e receios, na forma mais disparatada possível. Homens vestidos de mulher, pessoas vestidas de animais, de flores, de monstros e fadas e Noddys e padres e bispos e guloseimas coloridas! Adoro! Para mim devia ser Carnaval uma vez por mês! E obrigatório! Quanto mais alto o cargo, mais disparatada teria de ser a fantasia.

Gosto imenso de ver as reportagens no fim-de-semana de Carnaval, principalmente quando entrevistam o presidente do conselho executivo da escola tal, ou o organizador do evento desta ou daquela associação. Normalmente pessoas já de alguma idade, aparecem disfarçados de qualquer coisa colorida e/ou brilhante, quase sempre com perucas e outros acessórios, a tentar manter um discurso sério à frente das câmaras, mas a nossa atenção fica toda na figura e pouca sobra para acompanhar o discurso. Acho hilariante.

Se todos tivessem a capacidade de se rir de si próprios, de encarnarem um personagem divertido, macabro ou simplesmente diferente da pessoa que são no dia-a-dia, o mundo seria mais risonho e este país de mal-encarados e pessimistas talvez ousasse uma cor diferente do já habitual cinzento.

quinta-feira, 16 de fevereiro de 2012

kokorico


Na semana passada vi um reclame de um novo perfume na televisão e quase que chorei a rir! O meu cérebro faz destas coisas, leva quase tudo para a palhaçada, senão vejamos:
o nome do perfume é kokorico, do Jean Paul Gaultier, e dito com pronúncia, estilo “coucou-ri-cou”, pode até escapar, mas conhecendo o típico português, com a típica adaptação do inglês para algo de mais próximo da língua de Camões,  vai sair uma espécie de…. ah pois!

Já estou a imaginar o caricato das cenas que envolvam o dizer o nome desta fragrância por terras lusas: “Que bem que cheiras! O que é?”. A pausa, a constatação de que não vai correr bem... “É… cócórrico!” Ou então em versão chique “Que bom querido, cheira a cócórrico…” A namorada a pedir para cheirar este, na perfumaria; a avó a oferecer ao neto um frasquinho daquele perfume novo da televisão, as meninas da loja de perfumes a perguntar se já conhece o tal, enfim.

O que eu me divirto por ter estes pensamentos cómicos!

quinta-feira, 9 de fevereiro de 2012

Apaixonada...


Ultimamente tenho vindo a descobrir músicas desta banda e simplesmente adoro! Convido a uma espreitadela ao vídeo que é representativo da classe destes senhores. A vocalista, para além da voz maravilhosa, tem um sentido de estilo muito particular quer na roupa, quer nos penteados e maquilhagem.
Sempre que me "apaixono" por uma banda passo por uma fase de "ouvir-tudo-várias-vezes-até-à-exaustão" e estou numa dessas fases com esta.

Florence and the machine... e que máquina!

sexta-feira, 3 de fevereiro de 2012

Entre mil e um milhão

Em jeito de comemoração por terem sido ultrapassadas as MIL visitas nesta nossa casa, é com orgulho que no final de cada artigo passarei a incluir a frase "este blog é escrito de acordo com a ortografia antiga", o que para mim significa apenas que escrevo em português.

Era o que faltava que viessem subrepticiamente tirar-nos aquilo que temos de mais nosso!

Não, eu não estou de acordo.



Este blog é orgulhosamente escrito de acordo com a ortografia antiga.


Procurar, aqui na casa