> CASAPONTOCOME: Setembro 2012

sexta-feira, 28 de setembro de 2012

Nozes nº 8


(O homem da casa, apresenta-se na sala, de toalhinha à volta da cintura.)

Eu: Hmmmm… Eu vi-te!

Ele: Viste-me quê?

Eu: Nu!

Ele: Hã? Mas eu não estou nu!

Eu: Ai tás, tás, por baixo da toalha…

Ele: Então tu também estás nua, por baixo da roupa!

quarta-feira, 26 de setembro de 2012

Sugestão de roteiro virtual


Ora, com um dia cinzento como hoje, não há nada como passear pela net, onde faz quase sempre bom  tempo!
Vou partilhar um roteiro de sítios por onde me costumo passear virtualmente. Há mais, mas ultimamente são estes os meus preferidos.

Para começar bem a noite, passo na casa da Maria, onde há novidades todos os dias e boa disposição – um excelente começo.
Sigo depois para este cantinho onde me inspiro com coisas lindas, ideias e dicas para o dia-a-dia.
E porque a fruta faz bem, às vezes trinco esta maçã.
Para quem quer e gosta de aprender, a letra “A” é o melhor sítio para começar.
Para finalizar e ter bons sonhos, adoro ir até aqui: gosto das fotografias, cheias de luz e de mimo.

Gostaram do passeio? Novas sugestões em breve!

segunda-feira, 24 de setembro de 2012

Mudar de vida


E é oficial: estou farta! Continuo optimista e acredito que vou ficar bem e que continuarei a mudar para melhor, como sempre aconteceu na minha vida até aqui, mas estou farta. Farta de esperar, farta de trabalhar para enriquecer os outros, farta de ser explorada e de ver o meu trabalho desrespeitado e mal pago.  
Vou arriscar, arregaçar as mangas e vou conseguir. Porque neste momento não há alternativa viável. Porque já chega de ter a vida em stand-by, à espera de uma estabilidade que simplesmente desapareceu do horizonte nacional. Porque tenho força, coragem e vontade, e isso basta. Não quero fugir, vou ficar e vou ganhar!
Fingers crossed! 

sexta-feira, 21 de setembro de 2012

Receita de Gaspacho


Desde miúda que não passo um Verão sem gaspacho. E não podíamos deixar o Verão ir embora sem falar dele. É prático, é refrescante é saudável e é tãaaaaaao bom! Claro que há quem não goste, tenho pena dessas almas…
É uma receita de nuestros hermanos. No Alentejo há uma versão sólida desta sopa, mas mesmo eu, alentejana de gema, sempre o conheci assim, à moda espanhola.

Ingredientes (2 pessoas)
{ ½ pepino, com parte da casca
{ 2 tomates médios (nada de piadinhas, atenção)
{ 2 lâminas de cebola
{ 1 dente de alho pequeno
{ um pedaço de pão (ou duas tostas, ou ¼ de carcaça…)
{ gelo: muito
{ azeite, vinagre e sal qb

Preparação
Isto agora é que vai complicar: meter tudo (menos o gelo e os temperos) no copo de batidos e bater. Temperar, rectificar e voltar a bater. E já está!

Notas finais
Serve-se com gelo. Pode beber-se em canecas, ou copos altos, ou então servir em pratos de sopa, porque se trata mesmo de uma sopa fria. As quantidades podem ser adaptadas ao gosto de cada um. Eu, por exemplo, mantenho a cebola no mínimo possível para evitar o “bafinho ceboleiro”, mas se não vai ter companhia, força nela!

E adeus Verão, até para o ano!

quarta-feira, 19 de setembro de 2012

Água aromatizada com alecrim e limão


 Eu sei que faz muito bem beber água. E também sei que há dias em que me esqueço e dias em que não me apetece, mas agora isso acabou!

Com esta água aromatizada apetece beber sempre, com sede ou sem sede, durante as refeições ou fora delas, porque sabe mesmo bem, fica com um sabor incrível e continua sem calorias!

Basta cortar umas rodelas finas de limão, juntar um raminho de alecrim (ou de rosmaninho) e já está!

Fresca ou natural, deliciosa!

domingo, 16 de setembro de 2012

O despertar de Portugal


Sinto agora uma coisa que nunca me lembro de verdadeiramente ter sentido nos últimos 30 anos: orgulho em ser portuguesa! Porque vi, com os meus próprios olhos, um despertar deste nosso povo, que pode ser sereno, mas não é parvo.

Finalmente, muitos de nós saíram de casa, apenas para mostrar a quem manda, afinal quem manda mesmo. Saímos para a rua, com alguma apreensão, com algum receio e uma secreta quase-certeza de que íamos ser poucos, mas afinal acordámos mesmo! Um mar de gente percorreu as ruas de Portugal a gritar, a fazer barulho, a mostrar que assim já não dá mais. Por cá, suportaram-se uns 34 graus de calor ardente, debaixo do sol da três da tarde. E ninguém arredou pé! Cada vez éramos mais e mais. No final, enchemos uma praça até perder de vista e ficámos a ouvir o que cada um, dos que quiseram falar, tinha para dizer. E eram os nossos desejos, as nossas angústias, de todos nós. Todos queremos o mesmo!

Não vi, à minha volta, partidos nem sindicatos, vi gente como eu. Novos, muito novos, velhos e muito velhos, com cartazes feitos em casa, à mão, sobre um pedaço de cartão ou de tecido, com cornetas e apitos, com uma grande saturação de quem foi aguentado tudo e agora explodiu. Cada um com sua queixa, mas todas no mesmo sentido: assim já não dá mais!

Quando a nossa voz se dilui com as vozes de milhares, ganha uma força e uma dimensão verdadeiramente assustadora. As palavras de ordem estão velhas e destreinadas, já quase ninguém sabe a letra do “Grândola, vila morena” até ao fim, mas o hino foi cantado com emoção e sem erros, até sentir a garganta a fechar, por ver que afinal ainda estamos vivos.

Um homem, do alto dos seus 60 anos, ao meu lado, disse para a mulher: “Vês? Vês como o pobre pode muito, afinal?” E eu sorri e pensei Podemos sim! Podemos tudo! 

sexta-feira, 14 de setembro de 2012

Decoração low cost 3



Mais uma ideia de decoração por poucos cêntimos. O material resume-se a:

* Fio de pesca
* Contas de cerâmica (neste caso, eram de uma pulseira que já não usava)
* Tsurus a gosto

Aqui fica o vídeo para quem quiser saber quem são os tsurus e, melhor ainda, como fazer facilmente os seus próprios tsurus!

(Apesar do ataque final, o tsuru saiu ileso...)

E o resultado, numa parede da casa :

Vamos rodear-nos de beleza? Se em cada recanto houver um bocadinho de nós, vamos multiplicar sorrisos e isso é essencial!

quarta-feira, 12 de setembro de 2012

Coração minhoto


Depois de já ter vivido em tantos lugares: terras de fronteira, terras do litoral, terras do demo, terras que se escondem atrás de montes… Chego agora e para ficar, espero, a um local que é de facto diferente. É mais verde, tem mais cor e mais luz, e mais chuva, também.
 Mas o que mais nos marca, quando aqui chegamos, é a incrível simpatia e amabilidade das pessoas. Estas gentes são abertas, como a sua pronúncia e os seus sorrisos. São francas.
 Quem diria que a esta altura da vida me havia de crescer ainda mais um anexo no coração? Um coração minhoto.

segunda-feira, 10 de setembro de 2012

Decoração low cost 2

Mais uma sugestão para decorar a casa por poucos euros. Para além de ter utilidade, também ajuda a descontrair: pintar uns quadros!


Hoje já é fácil encontrar telas baratas à venda.
As tintas são à escolha do freguês: este quadrinho foi pintado a óleo, mas podia ser com tinta acrílica, aguarelas, guache, carvão… A imaginação é quem dita as regras. Mais uns pincéis e mãos à obra!
Pode ser um desenho, uma rabiscada, uns cubos, uns salpicos… o importante é criar!

E as nossas paredes deviam ter coisas nossas lá postas.

A nossa casa devia conseguir inspirar-nos bem estar e felicidade!

E, de portinha fechada ao pessimismo e às más notícias, vamos assim cantando e rindo na cara da crise!



sexta-feira, 7 de setembro de 2012

Sumo natural de pepino e maçã


E como o Verão decidiu aumentar os termómetros, eu decidi ir buscar a minha máquina de sumos e pô-la a trabalhar. 
Passei na frutaria, onde encontrei estas mini-maçãs, muito doces e amorosas. Só podia dar certo!
 Fiz este sumo delicioso e foi o meu lanche, que ando aqui em guerra com uns 3 kgs, que se afeiçoaram a mim… E não é que fiquei sem fome por mais de 2 horas?

Ingredientes
½ pepino
4 mini-maçãs, ou 2 das normais

Preparação
Tudo para a máquina de sumos, com casca, homogeneizar e beber de imediato, não vão as vitaminas fugir!

Muito bom! E quase não sabe a pepino, sabe a fresco!

quarta-feira, 5 de setembro de 2012

Ler




Adoro ler, desde antes de aprender a ler. Nessa altura “lia” as imagens dos Petzis e imaginava a história. A culpa, como de tantas outras coisas, é da minha mãe, claro!

Logo que aprendi, devorava livros mais do que comida. Lia antes de adormecer, de manhã, de tarde e à noite. Na biblioteca da minha terra, a senhora já nos conhecia, a mim e à minha mãe e deixava-nos trazer mais livros do que o permitido nos cartões. Adorava essas visitas à biblioteca municipal: o cheiro a livros, a papel velho, a madeira. O silêncio, apenas interrompido  pelo ranger das tábuas do chão, os cartõezinhos de cor, para requisitar…

Não têm conta os livros que já li. Nem todos foram bons livros, mas sem dúvida que todos, sem excepção, me ensinaram alguma coisa.
Há pessoas que dizem orgulhosamente “Em toda a minha vida só li um livro do princípio ao fim! E foi porque me obrigaram na escola!” Sei que existem, porque já ouvi esta frase, dita tal e qual assim, por uma pessoa com cerca de 30 anos. Acho mal. Há todo um mundo, todo um universo a passar ao lado de pessoas assim e depois isso nota-se.

Sempre que posso ainda leio, menos do que dantes, mas com o mesmo prazer. Ler é uma viagem com destino desconhecido, que nos pode marcar para sempre.

segunda-feira, 3 de setembro de 2012

Máscara gelada de pepino


Ontem, por cá, esteve um daqueles dias de calor! O dia ideal para a minha máscara preferida de Verão, que hoje vou aqui partilhar!

Ingredientes
* Meio pepino fresco, acabadinho de sair do frigorífico.
* Um pouco de água mineral fresca, quase gelada (qualquer marca de água serve, só evito usar a da torneira por causa do Cloro).
* Duas rodelas finas do pepino.

Preparação Cortam-se as duas rodelas fininhas para depois colocar nos olhos, sobre as pálpebras.
Corta-se o meio pepino em pedaços e trituram-se com uma ou duas colheres (de sopa) de água mineral. 
Aplicação no rosto É conveniente fazer isto na casa de banho, porque é quase inevitável deixar cair um pouco desta pasta de pepino durante a aplicação.
Eu gosto de aplicar depois do banho, com uma toalha a proteger o cabelo e antes de me vestir, para evitar acidentes…  
Com um pincel grosso, espalha-se uma boa quantidade por todo o rosto. Quem não se importar de tomar outro duche depois, pode espalhar pelo pescoço também. A pele agradece!
Eliminando o excesso, aplicam-se as rodelas sobre os olhos e deve-se repousar num sítio sossegado por cerca de 10 minutos.
Limpa-se depois a pele com água mineral gelada, de modo a eliminar toda a máscara.
Resultados A própria sensação da aplicação desta máscara é de uma frescura extrema. Quase que sentimos a pele a beber esta água rica de pepino! O efeito adstringente é óbvio, imediatamente após a remoção da máscara. A pele fica hidratada, suave e com um aspecto mais uniforme. A aplicação sobre os olhos, remove o inchaço porque o frio funciona como vasoconstritor e o pepino ajuda a manter os olhos frescos durante a aplicação.
Relaxante, refrescante e hidratante. O que mais se pode desejar num dia quente?