> CASAPONTOCOME: Dezembro 2014

terça-feira, 30 de dezembro de 2014

Ementa para a passagem de ano

Decidi organizar algumas receitas aqui da nossa cozinha e sugerir uma ementa de passagem de ano daquelas que eu gosto: simples de preparar e deliciosa de saborear!

De manhã, pode ir adiantando uma lasanha diferente, mais rápida, menos trabalhosa e até mais deliciosa do que a tradicional: a fantástica lasanha desmanchada!
Em alternativa, para aproveitar as sobras de perú, porque não uns delicados crepes de perú com espinafres? Pode também fazer mais cedo e aquecer no micro-ondas antes de servir.
Na véspera, para ficarem mais saborosas e para evitar trabalhar no dia da festa, faça estas pêras bêbedas: um remate delicioso para 2014!
Gosta de chocolate e ainda não está enjoado de doces? A mousse de chocolate mais rápida da casa é a solução! Não gosta de chocolate? Alternativa em ananás, a mousse – espuma de ananás espera por si!

E assim, na noite da festa, ficamos livres para isso mesmo: festejar!

Um bom ano!

quinta-feira, 25 de dezembro de 2014

sexta-feira, 19 de dezembro de 2014

Embrulhos de festa

E a poucos dias do Natal, porque não inovar um pouco nos embrulhos deste ano? Há papéis e fitas bonitas, mas também há muita parolice à solta nesta época: excesso de cores, demasiados brilhos, combinações peculiares e motivos natalícios muito berrantes. Com alguns truques, as suas prendas vão ter cara nova neste Natal, sem perder o bom gosto.
Se queremos abusar nos laçarotes e enfeites da prenda, o papel tem de ser discreto, com menos cores ou monocromático. Se o papel for muito básico, é o oposto: convém dar um toque de brilho e de cor nos “adereços”.
Isto também serve para o brilho dos materiais: nunca conjugue um papel metalizado com uma fita também ela brilhante: corre o risco de resultar num embrulho um pouco… vistoso demais, no sentido azeiteiro da coisa. Se usamos um papel baço, sem brilho, a fita pode ter um pouco de luz e vice-versa.

E não tenha medo de fugir aos pinheiros, e bolas, e renas na decoração dos seus embrulhos, o Natal pode ser discreto, sem perder o encanto.


segunda-feira, 15 de dezembro de 2014

Da coragem


Uma das melhores definições de coragem que já li, dizia que ter coragem não é nunca ter medo (isso deve ser a ignorância), é ter medo e ir em frente na mesma
É não deixar que o medo nos corte os braços, nem nos prenda as pernas, nem a língua. É ponderar muito e avançar em direcção ao desconhecido. Com medo, sim, mas com vontade também, sendo que a vontade tem de ser maior que o medo.

Não sei se sou corajosa, mas sei que medrosa, remediada, acomodada e conformista não sou, de certeza. 
E sei que a idade ajuda. Principalmente se for uma idade cheia, recheada de pessoas diferentes, de experiências, de terras, do bom e do mau também. 
E sei que o amor ajuda. Vindo de onde vier, é como um muro forte, que está sempre por perto e que só de o sabermos perto, ficamos mais fortes.  

quinta-feira, 11 de dezembro de 2014

O trio ataca de novo

E quem encontrei eu recentemente numas partilhas do facebook?? 
Ah, pois, ele mesmo o FAMOSO TRIO
Como pode alguém ainda acreditar que isto é algum tipo de ameaça, senhores? 
Pelo menos dá para umas risotas…


quinta-feira, 4 de dezembro de 2014

Quiche / Malha de bacalhau e espinafres

E para estrear o meu rolo corta-massa, foi esta a primeira malha da casa!

Ingredientes
1 embalagem de massa folhada (usei rectangular)
200g de bacalhau demolhado e desfiado
200g de espinafres congelados
2 dentes de alho
1 cebola grande
1 cc farinha
Leite qb
Azeite, noz-moscada, sal e pimenta

Preparação
Refoga-se a cebola e o alho, picados, em azeite. Junta-se o bacalhau, cortado em cubos pequenos, deixando cozinhar, por 5 minutos. Juntar então os espinafres e deixar cozinhar mais 5 minutos. Vai-se deitando um pouco de leite, para manter uma textura cremosa. Rectificar o sal e juntar uma pitada de noz-moscada e de pimenta.
Numa tacinha, desfazer uma colher de chá de farinha num pouco de leite frio e juntar ao preparado, mexendo até engrossar. Este recheio deve ficar cremoso, mas não demasiado líquido. Pode ir equilibrando com um pouco mais de farinha, para engrossar, ou um pouco mais de leite, para diluir.

Corta-se da massa, uma tira larga, ligeiramente mais pequena do que a base, para servir de cobertura, em malha. Passar o rolo corta-massa nesta tira e alargar um pouco os cortes para facilitar a formação de uma rede.


Forrar a forma com a massa (eu mantenho, por baixo, o papel que vem com a massa, para não colar) e cobrir com o recheio, evitando chegar às bordas. Cobrir tudo com a malha e fechar, unindo as extremidades da base, à cobertura, cuidadosamente com os dedos. Coze a 180º C, durante 30 a 40 min, até que a massa fique dourada por cima. 

Agradecimentos ao ajudante principal, disponível na Loja casa.come.

 rolo corta massa

segunda-feira, 1 de dezembro de 2014

O Zé-do-chá

Para quem não dispensa uma boa chávena de chá, chegou finalmente à Loja casa.come, o Zé-do-chá!


São só os mais adoráveis infusores para chá, para lhe fazer companhia neste Inverno. 



Em casa, ou no trabalho, o Zé-do-chá adora relaxar na sua chávena. Encomende já o seu, através do facebook, ou pelo email: casapontocome@gmail.com