> CASAPONTOCOME: Eu e as sardinhas

terça-feira, 23 de junho de 2015

Eu e as sardinhas


Não como sardinhas. Ponto. E, se me quiserem irritar, é só insistirem quando eu digo que não como: “Come só esta, é mesmo boa, vais ver que vais gostar!” Senhores, tenho 36 anos. Já comi algumas sardinhas pela vida fora e é precisamente por isso que sei que não gosto. 
Adoro o cheiro e até o sabor da sardinha assada, mas aquelas espinhas todas ditam um afastamento inabalável entre mim e este petisco. Já tive acesso, em tempos, a umas sardinhas enlatadas todas nices, sem pele, nem espinhas, e comia sem qualquer problema, uma delícia! Ora, todas as outras trazem as espinhas com elas e assim, não brinco. “Ai, mas são tão fininhas que nem se sentem” – Eu sinto e bem, obrigada. Depois de estar a mastigar uma amálgama de sardinha e respectivas mini-espinhas (que devem ser uns milhares), fico sempre a pensar se devo ou não engolir aquilo e porque raio terei tentado mais uma vez comer sardinhas.

Sardinhas, não é nada pessoal, tenho grande admiração por vós, que sois um peixe que faz bem à saúde, até tenho pena de não pertencer ao vosso clube de fãs, mas é assim. 

Sem comentários:

Enviar um comentário

Procurar, aqui na casa