> CASAPONTOCOME: S. João no Porto

terça-feira, 26 de junho de 2012

S. João no Porto



Ora aproveitando que a noite de S. João este ano calhou a um Sábado, rumámos ao Porto para cheirar e sentir o “Sanjoão”, como se diz naquela cidade, nas ruas da “Super Invicta”.


Chegámos ao fim da tarde, ainda acompanhámos o acender dos fogareiros, em cada varanda, esquina ou mesmo no meio da rua. O cheirinho a sardinha assada encheu rapidamente a cidade. Eu do cheiro até gosto, só tenho pena da quantidade de espinhas dos bichos, que me impedem de as comer… mastigar uma massa de espinhas minúsculas é experiência que não me agrada mesmo nada. Assim sendo, fui petiscando umas sandes de febras e de bifanas, que bem me souberam.  

Comprados os martelos, fomos descendo até à ribeira, distribuindo e recebendo as marteladas da praxe. Acho encantador como as pessoas dão a martelada e logo a seguir oferecem a cabeça, para receber o justo troco. Acho lindo o aspecto do céu nocturno, ponteado de estrelas e de balões de S. João.

Atravessámos a ponte e vimos o fogo à meia-noite junto ao Douro. No regresso, a ponte estava cheia de gente, pelo que lá andámos “de baloiço” na dita, o que não é das experiências mais agradáveis… Muita gente deve ter ficado a pensar que, afinal, tinham bebido mais do que pensavam.


Acho que esta noite fez muito bem a muita gente: descarregar as preocupações e o stress em marteladas, apitos e gargalhadas até às tantas da madrugada, é uma terapia que devia ser obrigatória neste país! 

6 comentários:

  1. Maria João Martinez26 de junho de 2012 às 01:42

    Quando era nova não perdia um S.João na Baixa da cidade. Era muito divertido, iamos com grande número de amigos e era uma festa. Bons tempos.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Eu também gostei. Há gente de todas as idades, mas todos se divertem nitidamente. Bailaricos ao virar de cada esquina... Gente bem-disposta e simpática... Foi uma noite bem passada! Beijinho

      Eliminar
  2. Também costumamos ver o fogo do outro lado da ponte, gostamos mais, e uma vez, ao voltar, eu não fazia a minima ideia que a ponte abanava, e até pensei que estava tonta, bêbada não podia porque não tinha bebido, até que vimos umas raparigas à nossa frente a queixarem-se, e logo nos disseram que era normalissimo aquilo acontecer, mas confesso que fiquei com medo, porque se caisse não sabia nadar, e só pensava nisto!!!
    Beijocas!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. hehe Para mim já foi a segunda vez: em miúda vim com os meus pais ao S. João, uma vez e aconteceu a mesma coisa. Só muitos metros depois de começar a sentir aquilo é que percebemos que era a ponte!
      Mas olha que mesmo sabendo nadar, a ideia de dar umas braçadas no Douro às duas da manhã não me pareceu NADA convidativa! :)
      Beijinhos

      Eliminar
    2. Ao menos sabes nadar, mas eu não, para mim água é só para tomar banho!!! E pensar que se caisse, não teria pé, fico aterrorizada!!!
      Beijão!

      Eliminar
    3. :) Se calhar aprendias, no meio da aflição!

      Eliminar

Procurar, aqui na casa